Apresentação das Monografias 2016

Os alunos Lara Guedes Silveira, Ymad Jarrah, Maria Clara Alegretti e Maria Alice Pereira Melo representaram os estudantes que realizaram suas monografias em 2015 apresentando, perante uma banca examinadora, suas respectivas monografias. Esse trabalho faz parte de um projeto exclusivo do Colégio Friburgo que tem, no currículo obrigatório, as aulas de HP1 e HP2 – leitura de mídia e metodologia de projetos – a partir do 6º ano do Fundamental II até o 2º ano do Ensino Médio, culminando com a elaboração das monografias.
Os quatro alunos foram orientados pelos professores do Ensino Médio: Thiago Castro (história), Anna Cristina (filosofia) e Desirée Azevedo (gramática e redação).
Na banca estiveram presentes o educador e diretor José Carlos Martins da Silva; o biólogo, mestre em ciências e embriologista José Roberto Alegretti; o jornalista e escritor do livro: Histórias da Moda no Brasil: das influências às autorreferências, Luís André do Prado; e a especialista em cinema Renata Camargo Moraes Figueiredo.
Maria Alice foi a primeira a se apresentar. Sua monografia teve como tema: A história se repete?
A estudante discorreu sobre a história desde a civilização greco romana até hoje e citou, entre muitos autores, pensadores e filósofos, Maquiavel, Lacan e o chargista Augusto Bier.
Com o tema: “Você é o que veste ou veste o que é?”, Maria Clara comparou, ao longo da história – desde o Egito antigo – a diferença entre o masculino e o feminino na maneira de se vestir, apresentou a segregação da sociedade, o surgimento da burguesia, a relação da moda com a identidade e a apropriação da própria imagem.
Chaplin é um gênio atemporal. Essa foi a definitiva conclusão de Ymad que, numa abrangente demonstração, selecionou entre os mais diversos filmes contemporâneos, as inúmeras influências deixadas pelo gênio.
Finalizou a noite, Lara com o importante tema: pseudociese, relatando os mais diferentes casos de gravidez psicológica como o de Maria Tudor e sua necessidade de um herdeiro. Contou como os hormônios nos afetam e a importância que tem de ser dada às manifestações do inconsciente.
O primeiro da banca a falar foi José Carlos (analisou a monografia de Maria Alice) ex-diretor do Colégio Friburgo e conhecia os alunos desde pequenos:
“Vê-los em outro tamanho é interessante. O que é o crescer! Parabenizo os quatro pela riqueza, segurança e conteúdo. Vejo, possivelmente, um crítico de cinema, uma médica, uma pessoa de moda e alguém tirando o emprego do professor Thiago.
Há três semanas vi uma apresentação de monografias para mestrado. Gostaria que estivessem aqui para entender o que é uma construção de conhecimento…
… Maria traz em seu texto diversas concepções da História. A beleza do texto, dos agradecimentos à conclusão, leva o leitor a refletir sobre o que está falando. A conclusão fecha com uma riqueza, propriedade e uma solução: educação.
Tenho muito orgulho dos pais, professores e escola que muitas vezes é pouco compreendida pelas próprias famílias”.
Renata analisou a monografia de Ymad e começou com a pergunta: Por que Chaplin?
Ymad contou que viu Desirée saindo da sala com um guarda-chuva virado e isso lhe inspirou.
Agradeceu a Ymad porque, por sua causa, teve que ver muitos filmes de Chaplin que não teria visto se não fosse esse “trabalho”. Elogiou o assunto, porque considera Chaplin realmente genial.
Não gostou muito das comparações com Jackass e também achou que Ymad podia ter explorado mais o lado político de Chaplin.
Fez muitas perguntas em relação aos filmes vistos pelo aluno e ficou surpresa em saber que Ymad tinha visto todos – seu texto tem conhecimento de causa!
Ymad produziu uma monografia absolutamente autoral com profunda pesquisa pelo tema. Vida e arte foram amplamente pesquisadas para a conclusão de sua monografia. Sua visão contemporânea de Chaplin trouxe ao público o ineditismo da revelação de Chaplin em muitos filmes consagrados. O gênio atemporal foi comprovado em inúmeros aspectos, revelando esse grande nome do cinema. Ymad contrapôs o antigo e o novo de maneira absolutamente exclusiva e nova.
José Roberto começou suas considerações agradecendo à Vera e Iracy e se dizendo maravilhado com a iniciativa.
“Muita alegria em presenciar a postura e visão crítica desses alunos. Vocês têm uma visão clara do que vivemos e sabem se colocar”.
José continuou elogiando a apresentação oral de Lara que se diferenciou um pouco da escrita mas parabenizou o texto – bem escrito – dizendo que não deixa a dever a nenhuma tese de mestrado. Finalizou desejando sucesso.
O tema escolhido por Lara perpassa muitas áreas da medicina e a autora soube, em sua apresentação escrita e oral, elucidar aos ouvintes o quão difíceis podem ser esses desvios psíquicos e o quanto o sistema nervoso e endócrino estão ligados. Ficou claro o domínio de Lara pelo tema que escolheu. Lara comandou sua dissertação com maestria conseguindo, de uma maneira muito clara, explicar, entre tantas outras coisas, as implicações do insconsciente.
Luís foi o último a falar, analisando a monografia de Maria Clara. Fez algumas perguntas e elogiou o tema ousado.
“A moda é umas das áreas que mais crescem no Brasil. Existem 140 escolas de moda de nível superior em nosso país”.
Falou sobre o desejo pelo novo, a moda que vem das ruas, as tendências e a questão do estereótipo. A apresentação de Maria Clara teve o olhar crítico sobre a relação da moda e da identidade desde a antiguidade até os tempos atuais e como ela influencia o modo como nos vemos. Como o preconceito tem relação direta com o que vestimos. Em sua apresentação, Maria conseguiu passar a limpo a evolução da moda desde os tempos mais remotos e as consequências e implicações desse desenvolvimento.
Vera foi a penúltima a falar: “Vejo alunos críticos e responsáveis. Todo o processo é importante: a postura, o conhecimento, a sabedoria.. Sinto a sensação de dever cumprido”.
Iracy: “O que vocês apresentaram é o reflexo do que a escola proporciona a vocês. Parabéns à banca que teve uma postura de compreensão desses meninos. Parabéns aos professores que fazem um trabalho excepcional em HP1 e HP2. Muito orgulho de todos vocês”.

Veja todas as fotos AQUI

Anúncios