Cerimônia de Formatura – 3ºs anos EM

“Praticando o desapego”, de Fernando Pessoa, foi a escolha da coordenadora Vera para finalizar a cerimônia de Formatura dos 3ºs anos do EM.
Marcada por muita emoção, alunos, pais, professores, coordenadores e diretores participaram do evento em profunda comunhão celebrando o término de uma etapa e o início de um novo caminho a ser trilhado.
Muitos alunos presentes começaram seus estudos na Casinha Pequenina. Um vida inteira passada dentro do Colégio. Foram muitos anos de aprendizado mútuo.
O paraninfo escolhido pela turma foi o professor Diego que, num discurso emocionado, enalteceu a turma formada: alunos críticos, responsáveis, alegres e unidos.
Os oradores dividiram seus discursos. Isabela falou aos queridos mestres, Gabriel se dirigiu ao público presente e Sophia aos pais. Os três discursos comoveram pela autenticidade e beleza.
Abaixo Fernando Pessoa que coroou a cerimônia:

“Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final.
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário….
Perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos.
Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: Diga a si mesmo que o que passou jamais voltará.
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo…
– Nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Encerrando ciclos, não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba…
Mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais em sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.
Quando um dia você decidir a pôr um ponto final naquilo que já não te acrescenta.
Que você esteja bem certo disso, para que possa ir em frente, ir embora de vez.
Desapegar-se, é renovar votos de esperança de si mesmo,
É dar-se uma nova oportunidade de construir uma nova história melhor.
Liberte-se de tudo aquilo que não tem te feito bem, daquilo que já não tem nenhum valor, e siga, siga novos rumos, desvende novos mundos.
A vida não espera.
O tempo não perdoa.
E a esperança, é sempre a última a lhe deixar.
Então, recomece, desapegue-se!
Ser livre, não tem preço!”

Acesse o link para ver todas as fotos:
https://goo.gl/photos/p5ULHpx4gHWQjdeX7

Anúncios